Teve lugar, na passada terça-feira, dia 26 de janeiro, uma reunião do Conselho Local de Ação Social (CLAS), que contou com a participação de representantes de 28 entidades do concelho.

A reunião foi presidida pela vereadora com os pelouros da Ação Social e Coesão Social, Cidadania e Promoção da Igualdade, da Câmara Municipal de Marco de Canaveses, Clara Marques, que destacou “a presença e a intervenção das entidades parceiras nesta sessão, desafiando-os para a consolidação da partilha de informação, conhecimentos e boas práticas, para que continue a ser possível reforçar a qualidade de ação próxima em prontidão, especialmente junto dos mais vulneráveis e para que no Marco de Canaveses ninguém fique ou esteja sem respostas capazes de lhe assegurar o seu bem-estar e a sua qualidade de vida. Esta é a missão da Rede Social do Marco de Canaveses, feita todos os dias com todos estes parceiros”.

Na reunião foram debatidos vários assuntos, no âmbito do desenvolvimento social da comunidade marcoense, destacando-se a apresentação e aprovação do relatório do Plano de Ação da Rede Social de 2021 e a presentação e ratificação do Plano de Ação da Rede Social para o ano de 2022, em que foi proposta a elaboração e aprovação de vários documentos estratégicos que orientarão as políticas de coesão social, igualdade e desenvolvimento económico do concelho nos próximos anos, sendo eles: Plano Municipal para a Igualdade e Não Discriminação; Diagnóstico Social 2022-2026;  Plano de Desenvolvimento Social 2022-2026; Carta Social.

Foi ainda aprovado o relatório de monitorização semestral, do CLDS-4G – Programa CAERUS, cujo curso de atividades prossegue dentro do planeado e se traduz numa taxa de execução de 64% das ações até 31/12/2021 e feita a análise e planificação das próximas atividades do CLDS 4G – Programa CAERUS para o ano de 2022, que inclui a dinamização de iniciativas como: Oficinas Criativas em contexto escolar (Artes de Rua, Dança, Multimédia e Escrita Criativa); Mostra de Qualificação, entre 26 e 29 de abril e  Bootcamp de estímulo às capacidades empreendedoras dos alunos do ensino secundário.