A Verdade1

O concelho de Felgueiras está de parabéns esta segunda-feira, dia 29 de junho, data em que se assinala o feriado municipal.

No âmbito da celebração, a PORDATA efetuou um retrato estatístico do território felgueirense, pois, “embora as celebrações municipais estejam agora limitadas devido ao difícil contexto em que vivemos”, o projeto da Fundação Francisco Manuel dos Santos considera importante “garantir que a sociedade esteja ainda mais informada sobre o seu município”.

Esse retrato assenta na análise de 54 factos estatísticos e “permite comparar, de forma simples e imediata, vários indicadores, de diferentes temas, e a sua evolução em quase uma década – entre 2010 e 2018”.

Desses dados, a PORDATA destaca os seguintes em relação ao concelho felgueirense:

Feriado municipal: 29 de Junho

56.499 habitantes 1

Por cada 1000 residentes, 4 são estrangeiros 2

Por cada 100 residentes, há 13 jovens com menos de 15 anos, 71 adultos e 17 idosos com 65 ou mais anos 1

Nasceram 444 bebés e morreram 416 pessoas 1

Há 122 idosos por cada 100 jovens, menos 36 idosos do que a média nacional 1

1.828 desempregados inscritos nos centros de emprego (4,6% da população residente entre os 15 a 64 anos), 48% a menos que os inscritos em 2010 (3.505) 1

9.179 alunos matriculados nos ensinos pré-escolar, básico e secundário 2

Por cada 100 residentes com 15 ou mais anos, há 28 pensões atribuídas pela Segurança Social e pela Caixa Geral de Aposentações 2

845€ é quanto ganham em média os trabalhadores por conta de outrem no município, 322€ abaixo do ganho médio a nível nacional 2

5 alojamentos turísticos, mais 2 do que em 20102

12 farmácias 2

18 bancos e caixas económicas, menos 5 que em 20102

Saldo financeiro negativo da CM: -972 mil € (receitas: 32,7 Milhões €; Despesas: 33,7 Milhões €) 2

4% das despesas da C.M. foram destinadas à cultura e desporto, valor inferior ao de 2010 (10% do total das despesas) 2

7% das despesas do município são relativas ao ambiente, 1 ponto percentual abaixo do valor registado a nível nacional (8%) 2

O valor médio de avaliação bancária da habitação foi de 893 € por m2, 299 € inferior à média nacional 2

1 – Dados de 2019

2 – Dados de 2018

As fontes oficiais utilizadas foram: INE, ANSR, APA, BP, CGA, DGAL, DGEEC, DGEG, DGO, DGPJ, DGS, ERSAR, GEE, GEP, ICA, IGP, IISS, ISS, SEF, SGMAI, SIBS

A Verdade1