Nos primeiros seis meses de 2022, a PSP e a GNR registaram 19.679 crimes rodoviários e, de acordo com o Expresso, que cita o Jornal de Notícias, 4688 condutores foram apanhados alcoolizados.

O número de crimes rodoviários aumentou face ao mesmo período dos dois primeiros anos da pandemia (2020 e 2021) e do primeiro semestre de 2019.

A condução sob o efeito de álcool (taxa de alcoolemia igual ou superior a 1,2 g/l) é uma das principais infrações de âmbito criminal cometida pelos condutores, avançam os mesmos dados. Em comparação com o mesmo período, verifica-se um crescimento de mais de 90% face a 2021 (2460) e mais de 12% relativamente a 2019 (4152).

Os dados ainda não medem o impacto deste tipo de sinistralidade durante a época de verão de 2022.