O Agrupamento de Escolas General Serpa Pinto, em Cinfães, acolheu, entre os dias 18 e 21 de janeiro, um evento do projeto Erasmus+ “Together… in The Winds of Change”, que visa o desenvolvimento de um conjunto alargado de atividades entre a escola de Cinfães (coordenadora do projeto) e escolas parceiras da Itália, Letónia, Roménia e Turquia. 

De acordo com a organização, o objetivo passa por “estabelecer laços de partilha entre instituições educativas de regiões periféricas da Europa”. O projeto prevê a dinamização de eventos em cada um dos países, sendo que o primeiro evento, realizado em Portugal, destinou-se a professores das cinco escolas. O próximo evento decorrerá na Letónia e vai contar com a presença de alunos das escolas parceiras. Prevê-se que, no total, 14 alunos do Agrupamento de Cinfães possam usufruir da experiência de, durante uma semana, vivenciarem atividades pedagógicas nas escolas parceiras deste projeto.

Segundo a organização, neste evento, realizado em Cinfães, “foram dinamizados workshops relacionados com a inteligência emocional, a comunicação e expressão dramática, a avaliação formativa e a educação não formal, com o objetivo de possibilitar aos professores das cinco escolas deste projeto a tomada de contacto com novas estratégias pedagógicas, que possibilitem, assim, a melhoria dos níveis de motivação dos alunos para a aprendizagem”.

Para além destes workshops, os professores deram a conhecer os sistemas educativos de cada um dos países presentes neste projeto Erasmus+, de forma a que da partilha possam ser retiradas ideias inovadoras que levem à melhoria do processo educativo de cada escola. “O evento teve ainda atividades de âmbito cultural, com destaque para a receção nos Paços do Concelho e a visita efetuada à aldeia típica da Gralheira. De referir que os professores estrangeiros tiveram a oportunidade de visitar o Centro de Apoio à Aprendizagem na área da Multideficiência, localizado no Centro Escolar de S. Cristóvão, tendo sido feitos bastantes elogios à forma como a Educação Inclusiva é desenvolvida no Agrupamento cinfanense”, foi descrito.

“Este projeto teve o seu início em setembro de 2020 e, apesar da situação pandémica vivida, muitas têm sido as atividades que os alunos têm desenvolvido nas áreas do saber-fazer e do saber-ser entre os alunos das cinco escolas”, foi dito, em comunicado.

O próximo evento está previsto para abril na Letónia com a ida de dois professores e seis alunos em representação da escola cinfanense.