A Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM do Tâmega e Sousa) vai promover, entre 20 e 27 de junho, o “TâmegaSousa Educa Talks”, subordinado ao tema “Ensino profissional: alternativa ou prioridade?”.

As “conversas” vão decorrer em formato online, com transmissão no Facebook da CIM do Tâmega e Sousa. A primeira vai acontecer no dia 20 e a segunda a 27 de junho, entre as 21h00 e as 22h00.

Esta primeira sessão, que vai abordar as ferramentas de seleção de cursos profissionais, bem como as oportunidades pós-conclusão do curso profissional, vai contar com as intervenções de Catarina Martins, diretora da licenciatura em Turismo do Instituto Politécnico de Bragança, e de Sérgio Afonso, delegado regional da Direção de Serviços da Região Norte da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência. O debate vai ser moderado por Laura Dinis, diretora da Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural do Marco de Canaveses.

A segunda sessão, que vai analisar o estado da arte do ensino profissional em Portugal e na Europa e da absorção destes profissionais pelo mercado de trabalho, vai contar com a comunicação de Daniel Carvalho, secretário-geral do EDULOG, um “think tank” da Fundação Belmiro de Azevedo direcionado para a área de educação e que se dedica à investigação, análise e discussão do sistema de ensino português. Vai ter a moderação de Vera Sampaio, diretora da Escola Profissional de Felgueiras.

A iniciativa é destinada a pais, encarregados de educação, alunos, docentes e empresários e tem participação gratuita, informa um comunicado da CIM do Tâmega e Sousa.

Insere-se na estratégia educativa do projeto TâmegaSousa Educa [acreditamos em ti], promovido pela CIM do Tâmega e Sousa em estreita articulação com os municípios, as escolas e agentes educativos deste território, sendo cofinanciado pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FSE – Fundo Social Europeu.