Na manhã desta quarta-feira, dia 4 de maio, profissionais e utentes do Hospital Padre Américo, do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) juntaram-se para formar um coração gigante, com o objetivo de assinalar a Semana Europeia de Sensibilização para a Insuficiência Cardíaca. 

O CHTS, através do Serviço de Cardiologia e em associação com o Grupo de Estudo de Insuficiência Cardíaca da Sociedade Portuguesa de Cardiologia, assinala a Semana Europeia de Sensibilização para a Insuficiência Cardíaca com diversas atividades.

De acordo com informação enviada ao Jornal A VERDADE, além do coração gigante no Hospital Padre Américo, que contou com a presença de Daniela Oliveira, vereadora com o Pelouro da Saúde da Câmara Municipal de Penafiel, decorreu também no Largo da Misericórdia uma ação que pretendeu sensibilizar a população para a insuficiência cardíaca que envolveu profissionais da Cardiologia e do Serviço de Medicina Física e Reabilitação. A atividade contou com o apoio da Câmara Municipal de Penafiel e, até ao final da semana, a fachada da Igreja da Misericórdia vai manter-se iluminada.

Segundo o mesmo comunicado, foi ainda assinado um protocolo entre o CHTS e a Associação de Apoio aos Doentes com Insuficiência Cardíaca que vai ceder tablets à Clínica de Insuficiência Cardíaca para disponibilizar aos doentes com maior necessidade de contactos frequentes, de modo a poderem fazer consultas não presenciais com imagem.

Até dia 8 de maio, o Hospital Padre Américo estará iluminado através da projeção de um coração gigante na fachada. Esta quarta-feira, 4 de maio, termina a exposição de posters com informação dirigida ao público em geral sobre esta patologia que esteve patente no átrio do hospital desde 2 de maio.

Refira-se que a Semana Europeia de Sensibilização para a Insuficiência Cardíaca, promovida pela Heart Failure Association da Sociedade Europeia de Cardiologia, tem como objetivo juntar grupos de trabalho e associações europeias em atividades que alertem para a importância de reconhecer precocemente os sintomas da insuficiência cardíaca, obter um diagnóstico preciso e receber o tratamento adequado.

Em Portugal, a insuficiência cardíaca afeta cerca de 4% da população, um valor que aumenta 12,6% acima dos 70 anos. Os sintomas mais frequentes são a falta de ar a fazer esforços, cansaço, pernas inchadas e falta de ar quando deitado.