No próximo sábado, dia 19 de fevereiro, Freamunde, no concelho de Paços de Ferreira, irá acolher a primeira etapa do Circuito Nacional NGPS, a “Rota do Capão”.

O evento contará com cerca de 600 betetistas/cicloturistas de todo o país que partirão à descoberta de novas paisagens, património, cultura, gastronomia e usos e costumes ancestrais das localidades, percorrendo os pontos de interesse turístico, desde o centro da cidade à freguesia de Raimonda.

A participação é aberta a todos os interessados, independentemente da capacidade física. A gestão do tempo da participação no rota é definida pelo participante, sendo que a prova tem apenas um balizamento cronológico: entre as 7h30 e as 17h30. Estão disponíveis duas rotas, uma mais moderada com 35 kms e outra mais longa com 70 kms.

Segundo um comunicado do município de Paços de Ferreira, além de desfrutar das paisagens e locais turísticos, o trilho do capão é também uma oportunidade para o comércio local.

No final da rota, os participantes terão ainda a possibilidade de desfrutar da nova valência da Cidade dos Capões, uma das suas salas de visita, o Parque de Lazer de Freamunde que dispõe já de zonas verdes, zonas de descanso e parque de merendas.

A Câmara Municipal de Paços de Ferreira e o Clube BTT Freamunde colaboraram neste projeto com o apoio técnico da Cabreira Solutions, dirigida pelo ex-ciclista profissional João Cabreira e entidade responsável pelo Circuito NGPS. 

O Circuito NGPS foi criado com o “intuito de proporcionar dias inesquecíveis, favorecendo o enriquecimento cultural, mantendo hábitos saudáveis de vida, apresentando os mais belos recantos do nosso país”. A designação da rota pretende “divulgar ainda mais o Capão como produto com IPG – Indicação Geográfica Protegida, certificado pela Comissão Europeia e dar a conhecer aos visitantes esta raça tradicionalmente criada pelos autóctones, castrados por mulheres locais, que poderão chegar aos sete quilos de peso e que é servido, sobretudo, na noite de consoada, numa tradição natalícia peculiar”.

Foto: Município de Paços de Ferreira

Artigo redigido com o apoio de Sofia Gomes, aluna estagiária da Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro.