O Dia Mundial do Turismo é celebrado esta terça-feira, dia 27 de setembro. Neste âmbito, o Centro Europeu do Consumidor reuniu algumas informações para “evitar custos adicionais” nas suas férias.

Em comunicado de imprensa o Centro Europeu do Consumidor (CEC) destaca que “com o aumento do preço da energia no topo da lista das preocupações atuais, muitos consumidores terão de rever o orçamento para férias”, desta forma, o CEC explica “como detetar e evitar custos adicionais”.

Despesas adicionais em hotéis

No que toca aos hotéis o CEC esclarece que “pode-lhe ser cobrado um custo adicional. Passou a ser comum cobrar pelo pequeno-almoço ou pelo uso do parque de estacionamento. A taxa turística existe em várias cidades europeias, na Áustria, na Bélgica, na Bulgária, em França, na Alemanha e em Portugal, entre outros”.

No caso dos hóteis low-cost poderá existir uma tarifa extra “pela utilização do cofre ou da TV no quarto de hotel. A utilização da rede Wi-Fi pode também ser cobrada a parte. Por exemplo, os hóspedes podem ter de pagar para guardar a bagagem em Espanha, para utilizar o secador de cabelo nos Países Baixos ou, em França ou na Finlândia, para utilizar um roupão”.

Para além disso, ficar hospedado com um animal também poderá ter um custo associado, bem como, a utilização de chapéus de chuva e espreguiçadeiras nas praias.

O CEC reitera que “antes de concluir um contrato, o hóspede deve ser informado, no contrato ou nos termos e condições gerais, dos serviços que estão incluídos na reserva e dos que não estão, assim como do preço dos mesmos”.

Custos adicionais para pacotes de viagem

Existem certas condições em que o organizador pode aumentar o preço da viagem em 8% após a reserva. Nos seguintes casos:

  • A variação do preço deve constar expressamente do contrato;
  • O viajante foi informado dessa possibilidade por escrito, antes da assinatura do contrato;
  • A variação do preço da viagem pode traduzir-se no aumento ou na redução do mesmo;
  • O aumento do preço é comunicado até 21 dias antes da partida;
  • O cálculo do novo preço é transparente;
  • A variação no preço decorrer de alterações no preço do combustível, nas taxas de aeroporto ou de porto ou nas taxas de câmbio. Não poderão ser imputados ao cliente outro tipo de aumentos.

Se o aumento do preço for previsível na data da reserva ou se um dos requisitos acima mencionados não tiver sido cumprido o consumidor não pode recusar pagar. No caso de todas as condições estarem cumpridas, “o aumento do preço torna-se efetivo sem necessidade de pedir o consentimento do cliente após a assinatura do contrato”.

Para além disso, “no caso de um aumento superior a 8%, o organizador deve informar o consumidor e solicitar a sua aceitação formal dentro de um determinado período. Se não responder nesse período, o aumento do preço é considerado aceite“, acrescenta comunicado.

Custos adicionais nos voos

Algumas companhias cobram “serviços que estavam anteriormente incluídos no preço do bilhete como extras. Por exemplo: check-in no aeroporto, bagagem registada, escolha do lugar ou refeições”.

Conselhos para reconhecer e evitar despesas adicionais

  • Leia as ofertas com cuidado e verifique que serviços estão incluídos antes de reservar. Na dúvida, contacte o hotel ou a agência de viagens.
  • Leia as opiniões de outros clientes para verificar se há queixas sobre cobrança de despesas adicionais imprevistas.
  • Peça faturas antes do fim da estadia para detetar as despesas extra.
  • Reserve com possibilidade de cancelar. Pode ser um pouco mais caro, mas acabará por poupar no preço de cancelamento.
  • Antes de escolher um seguro de viagem: verifique a cobertura do seguro do seu cartão de crédito.
  • Se reservar “tudo incluído” terá menos surpresas com refeições e bebidas.
  • Reserve com antecedência suficiente.
  • Reserve fora da época alta ou em dias da semana menos movimentados.
  • Em vez de utilizar o parque de estacionamento do hotel, verifique se não existe por perto um parque de estacionamento público gratuito ou com uma tarifa mais baixa.

Texto redigido com o apoio de Daniela Lenchyna.