O Auditório Municipal de Castelo de Paiva vai acolher o I Seminário da Unidas – Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega e Sousa, na próxima quarta-feira, dia 22 de junho.

O evento, promovido pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, vai decorrer no formato híbrido, ou seja, também através da plataforma Zoom, a partir das 09h30. Vai ser subordinado ao tema “Vítimas e agressores: as duas faces da mesma moeda”, tendo como objetivo “debater a intervenção no quadro da violência doméstica de uma forma holística, analisando as duas perspetivas do fenómeno – vítima e agressor –, e refletir sobre as estratégias de prevenção aplicadas, bem como sobre o tipo de intervenção adotada e a eficácia da mesma na prevenção e mitigação deste fenómeno”, informa um comunicado da autarquia.

No seminário vai ser ainda apresentado o estudo de “Caracterização da violência doméstica no Douro, Tâmega e Sousa”, desenvolvido pela CIM do Tâmega e Sousa, “um instrumento essencial para se conhecer a realidade do fenómeno na região e, consequentemente, para a adoção de estratégias de prevenção e intervenção adequadas”, afirma um comunicado da CIM.

A inscrição é gratuita, mas obrigatória até esta segunda-feira, dia 20 de junho.

O evento é dirigido a profissionais que desempenham funções de intervenção com vítimas de violência doméstica e agressores e a todos os interessados na temática, sendo que está em linha com o trabalho que a CIM do Tâmega e Sousa tem vindo a desenvolver enquanto entidade coordenadora da Unidas – Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega e Sousa, a primeira rede intermunicipal a ser constituída no país.

Para além de apoio social, psicológico e jurídico às vítimas prestado pelas 11 estruturas de atendimento da Unidas, a CIM do Tâmega e Sousa assume ainda a articulação com as restantes estruturas e respostas da Rede Nacional de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica, tendo em vista “uma maior proximidade e eficácia da intervenção na região”.

A secretária de Estado da Igualdade e Migrações, Isabel Almeida Rodrigues, vai estar presente na sessão de abertura e, seguidamente, vai decorrer uma comunicação de Manuel Albano, vice-presidente da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, sobre a territorialização das políticas públicas no combate à violência doméstica. Posteriormente, vai haver lugar para um debate sobre o fenómeno da violência doméstica, tanto na perspetiva da vítima como do agressor, moderado por Madalena Oliveira, professora universitária, investigadora e consultora da Unidas, e contando com as intervenções de Joana Topa, professora auxiliar na Universidade da Maia e investigadora no Centro Interdisciplinar de Estudos de Género do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, e Rui Abrunhosa Gonçalves, professor da Escola de Psicologia da Universidade do Minho. A manhã vai terminar com a apresentação da “Caraterização da violência doméstica no Douro, Tâmega e Sousa: compreender para intervir”, pela chefe da equipa multidisciplinar de Educação, Qualificação, Inovação Social, Cidadania e Saúde da CIM do Tâmega e Sousa, Olga Melo.

À tarde, o seminário reabre com um painel dedicado às políticas de intervenção no combate à violência doméstica, que vai contar com intervenções de Celina Manita, professora na Faculdade de Psicologia da Universidade do Porto, João Redondo, psiquiatra na Unidade de Violência Familiar do Centro de Responsabilidade Integrado de Psiquiatria do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, Olga Cunha, professora da Universidade Lusófona do Porto, Rita Matos, coordenadora da Equipa Tâmega 1 da Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, Rosa Saavedra, assessora técnica da Direção da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima e Professora da Escola de Criminologia da Faculdade de Direito da Universidade do Porto, e Teresa Morais, magistrada do Ministério Público e coordenadora das Secções Especializadas Integradas de Violência Doméstica do Porto e de Matosinhos. O debate vai ser moderado por Ana Tulha, jornalista da Notícias Magazine.

O I Seminário da Unidas – Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega e Sousa é promovido pela CIM do Tâmega e Sousa, sendo cofinanciado pelo POISE – Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, Portugal 2020 e União Europeia, através do FSE – Fundo Social Europeu.