A 23.ª Feira do Vinho Verde, Gastronomia e Artesanato, que se realiza no Largo do Conde, em Castelo de Paiva, entre os dias 1 e 3 de julho, já tem programação definida.

Segundo um comunicado do município de Castelo de Paiva, esta é uma iniciativa “onde não vai faltar espetáculos musicais, bailaricos, o folclore local e a música tradicional portuguesa, para além de outras atrações”.

A abertura oficial está marcada para as 16h00 de sexta-feira, dia 1 de julho, seguida de Aromas do Verde às 19h00. A primeira noite desta feira é marcada pela animação e musicalidade com a atuação do Rancho Folclórico de Castelo de Paiva pelas 21h30. Às 22h00, atua a “street band” Kamuf e, às 22h30, apresenta-se a banda de percussão Bomboémia.  A noite termina com a atuação do grupo de música tradicional Amigos da Sexta, às 23h00, e com a subida ao palco principal do Agrupamento Musical “Kastelo Band”, por volta das 00h00.

Foto: Município de Castelo de Paiva

O segundo dia, sábado, 2 de julho, começa com a iniciativa “Aqui Há Baile”, às 16h00, seguida da atuação da Banda às Riscas, marcada para as 18h00. Às 19h00, realizam-se os Aromas do Verde. A noite de sábado vai contar com a atuação do Rancho Folclórico de São Martinho, às 21h30. Por volta das 22h00, o grupo Banda às Riscas retoma a animação, seguindo-se a atuação do Rancho Folclórico de Bairros. 

Ainda durante a noite de sábado, o grupo Postas de Bacalhau leva a animação às ruas, pelas 23h00. Posteriormente, está previsto um baile popular conduzido pelo agrupamento Coletivo Capela. A noite vai ser fechada com a performance da banda lusa-luxemburguesa de pop-rock Cusca Maria.

No domingo, dia 3 de julho, e último dia da 23.ª Feira do Vinho Verde, Gastronomia e Artesanato, o Rancho Folclórico de Nossa Senhora das Amoras vai realizar a abertura, às 14h30. Às 15h30, começa a atuação das Concertinas da Casa do Povo da Raiva seguida da Bandinha da Alegria, às 16h30.

O último dia de festa vai ser encerrado com os Amigos do Douro, que atuam às 17h30, e com a performance de Ricardo Ramalho no Baile dos Residentes, às 22h00.

O evento, promovido pela autarquia, visa “valorizar a produção vitícola do concelho, promovendo o produto agrícola mais conhecido e premiado da região, a par da afamada gastronomia e da beleza do seu artesanato”. São esperados “milhares de visitantes” e um total de 80 espaços / expositores.

Texto redigido com o apoio de Francisco Pinto, aluno estagiário da Escola Superior de Educação de Viseu.