A Casa do Pessoal do Hospital Padre Américo – Vale do Sousa atribuiu recentemente as duas primeiras bolsas de estudo a associadas que frequentam o ensino superior.

Estas bolsas de estudo destinam-se a comparticipar os encargos com os estudos superiores do ano letivo 2021/2022 e representam um investimento inicial de mil euros, informa um comunicado da Casa do Pessoal. As candidaturas decorreram entre 23 de fevereiro e 2 de maio e têm como destinatários associados da Casa do Pessoal a frequentar o ensino superior em estabelecimento de ensino oficial português, conforme o regulamento desta primeira edição.

Foto: Casa do Pessoal

Em forma de homenagem a uma das fundadoras, associada e a primeira presidente da Direção, os órgãos sociais da Casa do Pessoal do Hospital Padre Américo – Vale do Sousa instituíram a “Bolsa de Estudo Maria de Lurdes Cabral da Silva Peixoto Madureira” e, neste ano letivo 2021/2022, atribuíram as duas primeiras bolsas de estudos a associadas, alunas no ensino superior.

O programa referente ao ano letivo 2021/2022 permitiu a atribuição de duas bolsas de estudo, para diferentes escalões de ensino superior (neste caso, licenciatura e mestrado), sendo respetivamente bolseiras as seguintes associadas da Casa do Pessoal: Joana Barbosa, assistente operacional no Serviço de Urgência do Hospital Padre Américo – Vale do Sousa, a frequentar no presente ano letivo o primeiro ano da licenciatura em Enfermagem na CESPU – Escola Superior de Saúde do Vale do Sousa; e Isabel Silva, enfermeira no Internamento de Medicina Interna do Hospital São Gonçalo, em Amarante, a frequentar no presente ano letivo o primeiro ano de mestrado em Enfermagem na Escola Superior de Enfermagem do Porto.

Foto: Casa do Pessoal

Fernando Vieira, presidente da Casa do Pessoal, expressou que “a iniciativa foi sugerida pela comunidade associativa e em reunião de direção, por unanimidade e, em forma de homenagem aos associados fundadores, foi aprovada a designação do nome da primeira presidente da instituição, fundada em 26 de maio de 1981”. “Após autorização da própria D. Maria de Lurdes, a qual demonstrou, juntamente com a sua família, um carinho especial pela iniciativa, pois é dirigida aos associados, a jovens profissionais de saúde que têm um novo estímulo em prosseguir com os seus estudos”, continuou, citado num comunicado.

Foto: Casa do Pessoal

Filipa Carneiro, diretora clínica do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, EPE. felicitou a Casa do Pessoal pela iniciativa como “gesto de reconhecimento” aos profissionais, “significado de proximidade e de união ao abranger o Hospital Padre Américo – Vale do Sousa e o Hospital São Gonçalo, em Amarante, unidades hospitalares do CHTS e exemplo de afeto e gratidão de gerações ao fomentar, manter laços de solidariedade e constituir meios de apoio que auxiliem a comparticipação de encargos com os estudos superiores”.

Na próxima edição, referente ao ano letivo 2022/2023, vai ser proposto pela Direção da Casa do Pessoal “um reforço de investimento na iniciativa, a aprovar no plano de atividades e orçamento, valor esse que permitirá a renovação e a atribuição anual de novas bolsas de estudos na comunidade associativa”.