A Casa da Cultura de Paredes vai receber esta sexta-feira, 11 de novembro, pelas 21h00, a apresentação da obra “Homens Livro”, de Bento Ramires, Carlos Mata e Rui Guedes, com coordenação de Patrícia Carneiro.

A obra “não pretende fazer um relato histórico ou a descrição cronológica de eventos ocorridos durante o seu período de funcionamento, mas sim um apelo à memória individual e coletiva das Bibliotecas Itinerantes Gulbenkian que, implementadas na segunda metade do século anterior, alteraram significativamente o panorama cultural de um Portugal obscuro e ensimesmado, oferecendo às populações o acesso ao conhecimento por via dos livros e da leitura”, adianta o município de Paredes.

“Homens Livro” nasce de documentos textuais e fotográficos dos arquivos pessoais dos bibliotecários itinerantes Bento Ramires e Carlos Marta, de um conto do escritor Rui Guedes, de três entrevistas a antigos encarregados de biblioteca – do Continente, Açores e Madeira – realizadas pela escritora Patrícia Carreiro, e de um documento da autoria de Armando Carmelo, encarregado da Biblioteca Itinerante Gulbenkian nº33, no Redondo.

O livro conta, ainda, com uma nota introdutória da presidente cessante do Conselho de Administração da Fundação Calouste Gulbenkian, Isabel Mota, que pretende realçar “o papel desempenhado por este serviço na comunidade desde a sua criação em 1958, até à sua extinção em 2002”.

A iniciativa tem entrada gratuita. Para mais informações pode contactar o número 255 780 446 ou [email protected]