Uma carrinhada foi assaltada ao final do dia de segunda-feira, dia 30 de maio, em frente à estação de Marco de Canaveses, tendo sido furtada uma bolsa com vários documentos.

O proprietário do veículo, um homem de 52 anos, contou ao Jornal A VERDADE que o furto ocorreu por volta das 19h30, em frente à estação. “Enquanto fui ao café, como faço habitualmente”, descreveu.

O homem só se apercebeu do furto mais tarde quando precisou de uma pen que estava guardada na bolsa, que tinha sido levada pelos assaltantes. “Quando fui à carrinha percebi que a bolsa não estava lá, mas tinha a certeza que a tinha deixado na carrinha”, explicou

Entretanto, resolveu contactar o dono do café onde havia estado que lhe disse ter visto dois rapazes e uma mulher já conhecidos na zona por situações semelhantes.

A vítima do furto consultou a aplicação que estava associada aos cartões e apercebeu-se de que “já tinham sido feitos pagamentos num restaurante e num posto de combustível. Cancelei os cartões de imediato e apresentei queixa na GNR”, disse.

Segundo um funcionário do posto de combustível, os alegados assaltantes tinham estado no estabelecimento para “comprar um maço de tabaco e fazer o levantamento de 15 euros. Voltando novamente mais tarde com mais sete cartões para ver se conseguiam levantar mais dinheiro”, referiu o homem.

O Jornal A VERDADE sabe, através do proprietário do veículo,  que a bolsa furtada já foi recuperada com os pertences que lá se encontravam, à exceção dos cartões.