No âmbito da campanha “Taxa Zero ao Volante, a Guarda Nacional Republicana (GNR), a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP) fiscalizaram presencialmente, entre os dias 3 e 7 de março, 38 168 veículos, tendo sido registadas 8 778 infrações, das quais 927 são relativas à condução sob o efeito do álcool.

No período da campanha, registou-se um total de 1 562 acidentes, de que resultaram nove vítimas mortais, 27 feridos graves e 477 feridos leves. Relativamente ao mesmo período de 2021, verificaram-se mais 588 acidentes, mais quatro vítimas mortais, menos três feridos graves e mais 175 feridos leves. Das nove vítimas mortais, três eram do sexo feminino, entre 28 e 73 anos. Os veículos envolvidos foram maioritariamente ligeiros.

A Campanha de Segurança Rodoviária teve como objetivo “alertar os condutores e todos os ocupantes dos veículos para os riscos da condução sob a influência do álcool”, indica o comunicado.

Conforme nota de imprensa enviada à nossa redação, esta campanha contou uma vez mais com a participação dos serviços das administrações regionais das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, com competências atribuídas no continente à ANSR, conferindo assim um caráter verdadeiramente nacional à medida e completando o trabalho que tem sido realizado pelos comandos Regionais da PSP.