Mais de 20.300 infrações, entre as quais 966 relativas à não utilização ou uso incorreto dos dispositivos de segurança, foram detetadas durante a campanha “Cinto-me Vivo”, segundo dados da PSP, GNR e Autoridade Nacional de Segurança Rodovária.

Durante as operações das Forças de Segurança, realizadas entre os dias 12 e 19 de setembro, foram fiscalizados presencialmente em Portugal 95.073 veículos, tendo sido registado um total de 20.365 infrações, das quais 966 relativas à não utilização ou utilização incorreta dos dispositivos de segurança.

No período da campanha, de 12 a 19 de setembro de 2022, registou-se um total de 3.183 acidentes, de que resultaram 9 vítimas mortais, 63 feridos graves e 1.048 feridos leves.

Relativamente ao período homólogo de 2021, verificaram-se mais 376 acidentes, mais 2 vítimas mortais, menos 10 feridos graves e mais 191 feridos leves.

 A campanha de segurança rodoviária decorreu nos dias 12 a 19 de setembro e teve como objetivo “alertar os condutores e passageiros para a importância de utilizarem sempre, e de forma correta, os dispositivos de segurança”.

Inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2022, a campanha foi divulgada nos meios digitais e através de cinco ações de sensibilização da ANSR, realizadas em simultâneo com as operações de fiscalização da responsabilidade da GNR e PSP, nas localidades de Carcavelos, Bragança, Viseu, Vila Real, Viana do Castelo, Portalegre. Idênticas ações ocorreram na Região Autónoma da Madeira.