A Câmara Municipal atribui um apoio mensal, no valor de 200 euros, a cada clínico que vá trabalhar para Cinfães e que não tenha habitação própria e permanente no município. 

Com o objetivo de “atrair e fixar médicos de família no concelho”, a autarquia aprovou apoios a quatro clínicos.

O município explica que “os apoios foram concedidos ao abrigo do regulamento municipal de apoio à fixação de médicos de família no concelho, através do qual os clínicos abrangidos são contemplados com o incentivo no valor de 200 euros, para comparticipar a aquisição ou arrendamento de habitação ou as despesas de deslocação do local de habitação para a unidade de saúde“. 

O apoio é concedido pelo prazo de três anos, “com possibilidade de prorrogação, por períodos de um ano”, indica.

Para além deste apoio, os médicos “beneficiam, também, da isenção no pagamento de taxas relativas a licenças de construção, beneficiação e ampliação de casa para habitação própria e permanente, incluindo anexos e garagens e a redução de 30% nas tarifas de água, saneamento, e recolha de resíduos sólidos, em habitação própria ou arrendada, permanente, incidindo sobre os primeiros 10m3 de consumo de água”.

O acesso gratuito às piscinas municipais, cobertas e descobertas, extensivo aos restantes membros do seu agregado familiar, bem como o acesso gratuito aos espetáculos culturais no município são outras das regalias concedidas, a par do apoio inicial para o encaminhamento jurídico em processos motivados por factos ocorridos no exercício das suas funções.