A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Marco de Canaveses assinalaram, no dia 20 de janeiro, o seu 99.º aniversário. A data foi comemorada este domingo, dia 22 de janeiro, com vários momentos a acontecer.

Após a formatura geral, teve lugar o hastear das bandeiras, tendo sido seguida pela receção aos convidados. Após este momento, decorreu a deposição da coroa de flores no Monumento ao Bombeiro, em homenagem aos bombeiros, dirigentes e associados falecidos.

Foi também benzida a viatura conquistada pela corporação, no âmbito do quartel eletrão, que teve como padrinhos os bombeiros e também os marcoenses. Decorreu ainda a sessão solene, onde foram entregues as condecorações honoríficas, pelos cinco, 10, 15, 20 e 25 anos de serviço à causa, tendo ainda sido entregues os diplomas à Equipa B, pela representação nos Campeonatos Internacionais de Manobras, na Eslovénia. Cerca de 60 bombeiros receberam ainda os Equipamentos de Proteção Individual urbanos e também os capacetes.

Sérgio Silva, comandante da corporação de bombeiros, afirmou, na sua intervenção, que “no último ano, demos passos muito significativos no que diz respeito ao socorro de pessoas e bens. Considero que estamos hoje mais preparados e com uma resposta mais eficiente e de acordo com as nossas necessidades”, afirmando que o objetivo é “dar ferramentas, dar competências e capacitá-los para as diversas tarefas e missões que enfrentam no dia a dia”.

Terminou deixando um agradecimento “aos meus elementos de comando, aos bombeiros, aos cadetes e infantes, o empenho e dedicação no trabalho desenvolvido em prol da comunidade que defendemos”.

João Monteiro Lima, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Marco de Canaveses, sublinhou que “são 99 anos de história, 99 anos cheios de boas memórias que será sempre recordada. Contam com a marca de cada um dos bombeiros que por cá passaram e que estão cá e fazem da associação uma referência na região”.

Dirigiu-se aos bombeiros e referiu que “todos nós estamos comprometidos. Haverá sempre um obrigado que serão sempre devido”, reconhecendo ainda o “apoio da câmara municipal que é muito importante para a corporação”.

O presidente anunciou ainda que “no dia em que comemoramos 99 anos e arrancamos para os 100, esta associação nada deve, nem aos bombeiros, nem a fornecedores, nem à banca. Não estamos a nadar em dinheiro, mas foi uma gestão cautelosa”. João Monteiro Lima anunciou ainda que se vai recandidatar à presidência da associação humanitária. 

Por sua vez, a presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses, Cristina Vieira, realçou que “são 99 anos de história de serviços inestimáveis ao concelho e, sobretudo, às pessoas e à população”, acrescentando que é importante “honrar a memória e o trabalho de todos os quantos, ao longo destes 99 anos, com altruísmo e amor ao próximo, construíram a nobreza e a história desta instituição”.

A autarca recordou que, ao longo destes anos, o município “tem sido parceiro dos bombeiros. Uma parceria que estimamos, relevamos e queremos sempre melhorar. Além do reconhecimento, há o apoio financeiro que a câmara dá a esta associação. A melhor homenagem que podemos fazer nestes 99 anos de dedicação é dizer-lhes que podem contar a continuar com a dedicação e com o apoio de todos nós”.

Após a sessão solene, teve lugar o habitual bolo de aniversário.