O projeto BioSénior voltou ao terreno depois de dois anos de restrições devido à pandemia e realizou a primeira plantação na quarta-feira, dia 9 de fevereiro, em Lousada.

Em concreto, 12 alunos da Universidade Sénior de Lousada (USALOU) plantaram 125 árvores e arbustos, de 13 espécies ripícolas, num troço de 250 metros do rio Sousa, no lugar de Espindo, Meinedo, na Paisagem Protegida Local do Sousa Superior.

Estes cidadãos sénior “quiseram voluntariamente contribuir para a conservação da natureza e salvaguarda do ambiente, deixando um contributo para o futuro”, informa um comunicado da autarquia, acrescentando ainda que as limitações físicas “motivaram a superação e permitiram reforçar os objetivos do BioSénior: promover o envelhecimento ativo e a participação cívica e combater o isolamento social, através da ação ambiental”.

Foto: Município de Lousada
Foto: Município de Lousada