A Biblioteca Municipal de Baião disponibiliza agora livros em Braille destinados a pessoas cegas ou com algum tipo de incapacidade oftalmológica, que sejam versados nesta linguagem.

“Com estes livros em braille, a Biblioteca Municipal oferece uma alternativa para pessoas com deficiência visual, para os profissionais que com eles trabalham e para as suas famílias. Neste momento, são apenas quatro obras, mas pretendemos a curto prazo reforçar os títulos disponíveis. É importante oferecermos opções para toda a gente e, nesse sentido, a modernização da Biblioteca é também essencial”, referiu a Vereadora da Cultura e Património Cultural, Anabela Cardoso.

As obras disponíveis são “O Crime do Padre Amaro”, de Eça de Queiroz; “Pedro Alecrim”, “Ninguém Perguntou Por Mim” e “Filhos de Montepó” de António Mota e o Guia da Rota do Românico.

De acordo com a informação disponibilizada no site do município, “o serviço de empréstimo domiciliário da Biblioteca Municipal de Baião é completamente gratuito, permitindo-lhe levar para casa até três livros durante dez dias, período renovável, caso não existam reservas”, informa.

A Biblioteca está aberta de 2.ª a 6.ª feira entre as 9h00 e as 12h30 e entre as 13h30 e as 17h00.