Baião foi reconhecido como “Destino Revelação do Ano”, pela Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), associação que distingue, anualmente, os melhores do ano nos setores da Restauração, Alojamento e Promoção Turística, em Portugal.

A categoria em que o concelho baionense foi distinguida, premeia o destino que mais contribuiu para alavancar o crescimento e o desenvolvimento da sua região.

Segundo a AHRESP “Baião é o primeiro município português distinguido como Destino Turístico Sustentável, uma distinção internacionalmente reconhecida pela organização internacional Conselho Global de Turismo Sustentável – criada com o apoio das Nações Unidas. Fruto da estratégia de desenvolvimento dos ativos turísticos, promovida pelo Município de Baião em parceria com os operadores turísticos locais, o número de dormidas tem vindo a crescer de forma progressiva”.

Refira-se que Baião estava nomeado para esta categoria conjuntamente com Arouca, Coimbra, Évora e Ilha das Flores.

A cerimónia de entrega dos Prémios AHRESP decorreu  no Páteo da Galé, em Lisboa, esta sexta-feira, dia 1 de julho, e contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira. O autarca baionense, referiu que “Portugal é fantástico e termos sido eleitos como Destino Revelação do Ano, é absolutamente fantástico! E se a AHRESP nos descobriu, é porque teve, certamente, boas razões para isso. E serão, também, certamente, boas razões para que todos nos possam visitar. E não só a Baião, também aos municípios nossos vizinhos que integram o Território do Douro Verde”, disse.

O presidente defendeu também que os municípios não concorreram uns contra os outros. “Concorremos todos, em conjunto, para a disponibilização de uma oferta turística diversificada e de qualidade, ao mesmo tempo que concorremos para a melhoria da qualidade de vida das nossas populações.  Fomos o município vencedor, mas esta é uma vitória que não é exclusivamente nossa, mas sim de toda a região do Douro Verde. Uma região com ativos naturais, turísticos e humanos de grande valor e uma referência para o país”.

Para Paulo Pereira, “Baião foi o primeiro município português a ser certificado como Destino Turístico Sustentável, um reconhecimento que também muito nos orgulha e que é reflexo de um aturado trabalho de muita gente em muitos sectores.  Cada um no seu sítio, na hotelaria, na restauração, nas demais atividades turísticas e na generalidade do tecido empresarial, todos se empenham e emprestam o seu talento e capacidade de trabalho para que o nosso território evolua cada vez mais. Sem esquecer os colaboradores da autarquia que têm sido fantásticos na sua vontade em construir um Baião melhor para todos”.

O autarca deixou ainda um agradecimento “a quem votou em nós e deixar uma palavra de apreço para os baionenses. Todos os baionenses. São eles a alma do território. O valor maior de Baião. Com a sua simpatia, genuinidade e hospitalidade, Baião tem-se vindo a tornar uma referência nacional. Esta distinção é mais um passo num processo evolutivo e contínuo que não se esgota aquando da certificação, pois não é um projeto para uma geração, mas sim o projeto de uma geração para o futuro”.

A organização dos Prémios AHRESP é da responsabilidade da AHRESP – Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal.