requalificacao en 304
Publicidade

A obra de requalificação da Estrada Nacional (EN) 304-3, numa extensão de 16 km, entre Teixeira e Teixeiró e Santa Marinha do Zêzere, Baião, poderá ir para o terreno ainda no decorrer do primeiro semestre de 2023.

A obra já foi adjudicada à empresa vencedora do concurso público, lançado pela segunda vez (21.10.2022), após não ter havido candidatos ao primeiro concurso (5.08.2022). 

O Presidente da Câmara de Baião, Paulo Pereira, destaca uma obra “aguardada há mais de 17 anos, e que representa uma melhoria muito importante da mobilidade e um reforço da segurança, fatores que consideramos prioritários para a nossa população e para o desenvolvimento do nosso território”, garantiu.

A obra será adjudicada pelo valor de 1.621.863,23 euros e conta com 1.260 000,00 (valor máximo legal) de comparticipação por parte da Infraestruturas de Portugal (IP), cabendo à câmara de Baião assumir o valor restante.

Um esforço financeiro que Paulo Pereira justifica pelo facto de se “lutar por esta obra há muitos anos. Fomos sempre realizando diligências nesse sentido e sempre que tínhamos reuniões com responsáveis governativos da área da rodovia, colocávamos este assunto em cima da mesa, juntamente com outras necessidades de investimento para o nosso concelho”, recorda.

A responsabilidade de manutenção e gestão da Estrada Nacional 304-3 foi transferida do Estado Central para o Município de Baião, em janeiro de 2005, no âmbito de um acordo que pressupunha a sua requalificação com recurso a fundos comunitários. Contudo, essa requalificação nunca veio a acontecer.

A adjudicação da obra vai ser submetida a aprovação na próxima reunião de Câmara, agendada para o dia 25 de janeiro, seguindo-se a assinatura do contrato e posteriormente a aprovação por parte do Tribunal de Contas para que possa ir para o terreno.