O projeto “A(Vós) que nos unem” venceu o Orçamento Participativo Jovem de Amarante 2021/2022.

Com 41 por cento dos votos, a proposta de Ana Teixeira, Ana Rita Teixeira, David Ribeiro, David Santos, Dulce Moura, Inês Gomes e Maria Leonor Teixeira pretende “impulsionar o diálogo intergeracional através de atividades culturais com os idosos nos centros de dia, com vista a proporcionar-lhes uma vida mais feliz”, refere um comunicado da autarquia.

“Este projeto é um desafio humanizador que pretende pensar a condição dos idosos, contribuindo para a melhoria de vida através de valores como a empatia, o altruísmo e a inclusão”, apresentam os autores do “A(Vós) que nos unem”.

Entre as atividades previstas para promover um envelhecimento ativo estão sessões de cinema e teatro, workshops com recurso a fotografias e a produção de um livro de memórias digital.

Foto: Município de Amarante

O projeto vencedor da sétima edição do Orçamento Participativo Jovem foi divulgado na II Conferência Municipal da Juventude “Next Level – Online Contigo”, que decorreu no sábado, dia 30 de abril no Instituto Empresarial do Tâmega. Os autores de “A(Vós) que nos unem” receberam do presidente do município de Amarante, José Luís Gaspar, o Diploma e o Troféu.

Esta edição contou com cinco candidatos que totalizaram 348 votos. O segundo projeto mais votado foi “Ca(t)sinhas”, com 24 por cento dos votos. Seguiu-se a “META”, com 18 por cento, “Festival de Cinema de Amarante 2022”, com 13, e “Casas de Livro”, com quatro por cento.

O OPJ foi criado em 2015 para “aproximar os jovens à autarquia, consolidando a participação democrática e o envolvimento à causa pública”, sendo destinado a jovens com idades entre os 14 e os 35 anos, naturais, estudantes, trabalhadores ou residentes em Amarante.