Na manhã desta quinta-feira, dia 23 de junho, foi aprovada, na Assembleia Intermunicipal, a mudança de nome da Associação de Municípios do Baixo Tâmega para Associação de Municípios do Douro e Tâmega.

De acordo com comunicado enviado ao Jornal A VERDADE, a nova designação identifica “de forma mais fiel a abrangência territorial desta associação de municípios”, que engloba os concelhos de Amarante, Baião, Celorico de Basto, Marco de Canaveses e Resende.

Esta mudança de designação é acompanhada por uma alteração da identidade visual da organização que pretende “que passe a refletir os rios, as serras, as tradições, a natureza, o património e também o vinho – produto endógeno de excelência de todos os municípios que compõem esta associação de municípios”. O novo logótipo é uma onda de montanhas que identifica “a ondulação dos rios e reflete com clareza a orografia do território que abrange os cinco municípios associados”, foi ainda referido.

A presidente do conselho diretivo, Cristina Vieira, explica que “estas alterações pretendem traduzir de forma mais fiel a missão e valores desta associação, bem como a sua geografia, que é hoje distinta e mais abrangente daquela que era na sua fundação no ano 2000. A marca de um território – neste caso de uma associação de municípios -, é uma ferramenta de promoção para criar uma imagem única e distinta, capaz de posicionar e comunicar os atributos e potencialidades dos nossos concelhos, e de funcionar como fator de união. É isso que procuramos com as alterações propostas e hoje aprovadas”.

Atualmente a Associação de Município do Douro e Tâmega tem uma área de abrangência de 982,22 km2 e 160 mil habitantes.