Esta segunda-feira, dia 28 de novembro, o Conselho Diretivo da Associação de Municípios do Douro e Tâmega (AMBT) aprovou o Plano Plurianual de Investimentos 2023-2026. O documento prevê um orçamento de 1,37 milhões de euros para 2023.

De acordo com comunicado enviado ao Jornal A VERDADE, este valor prevê “o prosseguimento dos atuais projetos em curso na AMDT, tais como a Rota do Românico, a Serra da Aboboreira, a Ponte de Arame, o projeto BTinova 2.0 e o projeto DNA – Digital Nomads Adventure. Estes dois últimos numa parceria também alargada aos Municípios de Cabeceiras de Basto e Mondim de Basto”.

Na reunião, que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Marco de Canaveses, foi ainda aprovado um protocolo de colaboração com a AMA – Agência de Modernização Administrativa para a constituição de um Espaço Cidadão Móvel no território abrangido pelos cinco municípios que constituem esta associação e o seu respetivo funcionamento. “De destacar que esta viatura irá também contemplar uma Biblioteca Itinerante que dará destaque a autores da região, ou que escreveram sobre ela”, foi referido.

Estiveram presentes nesta reunião do Conselho Diretivo da AMDT os presidentes das Câmaras Municipais de Amarante, Baião e Marco de Canaveses, respetivamente José Luís Gaspar, Paulo Pereira e Cristina Vieira, que preside a este órgão, assim como Domingos Teixeira e Maria José Dias, vereadores das Câmaras Municipais de Celorico de Basto e Resende, respetivamente.