Arranca esta quarta-feira, dia 7 de setembro, a campanha de vacinação outono-inverno 2022/2023 – COVID-19 e Gripe.

À semelhança do ano passado, a vacinação de reforço contra a COVID-19 e vacinação contra a Gripe vai decorrer em simultâneo.

Os utentes vão ser contactados em função da sua elegibilidade para comparência no centro de vacinação do concelho da sua área de residência.

De acordo com a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, os principais objetivos para as próximas estações de outono e inverno são “proteger a população mais vulnerável, prevenindo a doença grave, a hospitalização e a morte por COVID-19 e por gripe, e mitigando o impacto dessas doenças nos serviços de saúde”, refere o site do Serviço Nacional de Saúde.

A campanha inicia-se com a vacinação dos grupos das pessoas com 80 ou mais anos e com doenças.

Vão ser vacinados contra o SARS-CoV-2 os seguintes grupos: pessoas com 60 ou mais anos, residentes e profissionais de lares de idosos e da rede de cuidados continuados, pessoas com 12 ou mais anos com doenças de risco definidas na norma da DGS, grávidas com 18 ou mais anos e também com patologias, profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados.

Quanto à vacinação da gripe, de acordo com Graça Freitas, a campanha apresenta “algumas pequenas diferenças” ao nível dos grupos elegíveis. “Vamos vacinar pessoas com 65 ou mais anos de idade, utentes de lares de idosos e da rede nacional de cuidados continuados. Para as patologias, a vacina da gripe permite a vacinação de pessoas com seis ou mais meses de idade, as grávidas sem limite de idade e profissionais de saúde”, explicou.