Com esta intervenção o Porto de Leixões aumentará da capacidade de receção de navios de dimensão superior, do reforço da receção de navios de todos os segmentos de mercado, da garantia dos requisitos de mobilidade militar e do acréscimo da agilidade e capacidade operacional.

A Administração dos Portos do Douro e Leixões (APDL) anunciou na quarta-feira, 21 de dezembro, que foi aprovada a candidatura do projeto de reforço do cais norte da doca nº1, no âmbito da “call” 2022 de Mobilidade Militar do Mecanismo Interligar a Europa (CEF, na sigla em inglês), pela Agência de Execução relativa ao Clima, Ambiente e Infraestruturas Europeias (CINEA), que prevê a reabilitação do cais.

Em comunicado, a APDL revela que o orçamento da obra é de 25,6 milhões de euros e que obtém, assim, a comparticipação do programa de 50% do valor, ou seja 12,8 milhões de euros.

Para Nuno Araújo, presidente do CA da APDL, a aprovação da candidatura “reveste-se de um significado impar, atendendo ao facto de permitir a reposição das condições para a utilização plena de uma Doca estratégica do Porto de Leixões, com as vantagens competitivas que lhe estão associadas, recuperando um importante ativo para a operacionalidade e capacidade de receção de navios de maior dimensão”, acrescentando ainda que “esta intervenção contribuirá para a diversificação do negócio e aumento da capacidade instalada desta infraestrutura portuária”.

A substituição do atual cais permitirá o alinhamento e uma frente acostável contínua no lado norte do Porto de Leixões a jusante da ponte móvel, a preparação para o aprofundamento da área junto ao cais de -10 metros para -12 metros (nível zero hidrológico), o alargamento da “boca” da rampa Ro-Ro contígua para 36 metros e o reforço da capacidade do terrapleno de apoio ao cais, de cinco toneladas por m2 para oito toneladas por m2.

O investimento na Doca 1 Norte insere-se no Programa de Reabilitação e Modernização de Infraestruturas do cluster portuário gerido pela APDL que visa modernizar e qualificar esta infraestrutura portuária.