Publicidade

Esta sexta-feira, assinala-se o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, data instituída pela ONU em 1999. Durante o ano de 2021, a APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima apoiou cerca de 28 mulheres e raparigas por dia, vítimas de crimes como violência doméstica, difamação e perseguição, entre outros.

Em 2021, a APAV registou um total de 10.308 vítimas de crime e de outras formas de violência, do sexo feminino. De acordo com o Relatório de Estatísticas sobre Violência Doméstica e Vítimas no Feminino, com dados de 2021, divulgado esta sexta-feira, em contexto de violência doméstica, 45% das vítimas tem entre 26 e 55 anos.

Quanto à pessoa agressora, 67% é do sexo masculino e em 55% dos casos a relação entre vítima e agressor era de intimidade. As relações familiares de consanguinidade representam 37% das situações aqui reportadas. Verifica-se ainda a prevalência da vitimação continuada (58%), sendo que em 28% dos casos a vítima recorreu ao apoio da APAV entre dois a seis anos após o início das agressões.

A APAV conta com 21 Gabinetes de Apoio à Vítima, quatro Equipas Móveis de Apoio à Vítima e 32 Polos de Atendimento em Itinerância, além de prestar apoio à distância através da Linha de Apoio à Vítima (116 006) e da Linha Internet Segura (800 219 090) — chamada gratuita, dias úteis das 08h00 às 22h00.