Victor de Sousa, natural de Cepelos, em Amarante, junta 250 quadros de diversas dimensões em cerca de 40 anos de hobby e vai inaugurar este sábado, dia 3 de setembro, uma exposição na Biblioteca Municipal Albano Sardoeira.

Com cerca de 18 anos, emigrou para a Alemanha, levando consigo o gosto pela pintura, mas só mais tarde começou a pintar quadros. “Os meus quadros não são de pessoas, nem de edifícios, nem igrejas, é tudo abstrato, é uma combinação de cores”, explica Victor de Sousa ao Jornal A VERDADE. 

Para si, a pintura é um hobby que serve para “expor as emoções”. “Uma pessoa quando anda triste e tem problemas a pintura acalma”, acrescenta.  

Victor de Sousa considera-se uma pessoa “muito criativa” e, paralelamente à pintura, também criou a primeira filial do Amarante Futebol Clube em Stuttgart, Alemanha, e foi nacional júnior de pesca. 

Foto: Município de Amarante

Atualmente, Victor de Sousa tem 78 anos, encontra-se reformado, mas tem uma empresa de limpezas na Alemanha. À pergunta se quer regressar a Portugal para se dedicar à pintura responde que “ninguém sabe o dia de amanhã”

Apesar de estar emigrado há 60 anos na Alemanha, afirma: “Amarante é a minha terra, sou um miúdo de Amarante”.

Foto: Município de Amarante

A Biblioteca Municipal Albano Sardoeira em Amarante tem acolhido várias obras de arte de Victor de Sousa. Desta vez, a partir das 16h00 do dia 3 de setembro, sábado, voltam a estar expostos diversos quadros até 1 de outubro. Podem ser visitados de segunda-feira a sábado, entre as 09h30 e as 12h30 e das 14h00 às 18h00. 

Na exposição vai estar presente o primeiro quadro de grande dimensão do artista, com três metros de largura e dois de altura, que representa um coração. “Um coração normal, quando alguém pinta, é vermelho, mas nesse quadro eu pintei em cinzento claro e preto. É um quadro que eu tenho muito no coração… comecei num dia triste”, conta Victor de Sousa. 

Após concluir as pinturas espera que o público possa “imaginar” ao apreciá-las. 

Texto redigido com o apoio de Daniela Lenchyna.