A Verdade1

As eleições para os órgãos sociais da Adega Cooperativa de Amarante realizaram-se a 19 de junho, tendo culminado com a reeleição de António Barbeitos como presidente da direção. Manuel Oliveira é o presidente da assembleia geral e Pedro Fernandes do conselho fiscal.

Na ocasião, António Barbeitos pronunciou-se sobre os objetivos definidos no mandato anterior, que passavam por “fazer acreditar os associados que o projeto adega era viável”.

Para isso, era preciso contar com o contributo dos mesmos, ou seja, com entrega das suas produções uvas, o que veio acontecer com aumento gradual ao longo destes anos . Era preciso, junto dos operadores da região dos Vinhos Verdes, garantir o nosso posicionamento e finalmente efetuar o saneamento económico financeiro da adega.

A Verdade1

No que concerne ao futuro, o presidente da direção revelou que “a Adega de Amarante teve nos últimos exercícios resultados positivos, o que augura uma perspetiva de bom caminho”. Esse caminho, de acordo com António Barbeitos, vai ser percorrido com o intuito de “consolidar o posicionamento” dos vinhos amarantinos “na região dos vinhos verdes como parceiro confiável e com produtos qualidade”:

Elegemos para o futuro a continuação da valorização do preço por quilo das uvas, a inovação e a revitalização da marca Verde Amarante dos nossos produtos. Queremos continuar a consolidar o nosso posicionamento na região dos vinhos verdes como parceiro confiável e com produtos qualidade. Esta equipa, multidisciplinar em conhecimento, tem em comum a paixão pela uva e pelo vinho verde.