Nos dias 17, 23, 25 e 30 de setembro, Amarante acolheu a primeira edição do Festival Internacional de Música Antiga de Amarante – À Volta do Órgão.

O festival foi promovido pelo CCA – Centro Cultural de Amarante – Maria Amélia Laranjeira e teve como protagonistas Marisol Mendive, André Bandeira, Daniel Oliveira, Paulo Bernardino e Alexandre Andrade.

Cada concerto revelou-se “uma oportunidade para o público conhecer a riqueza arquitetónica revestida pelas igrejas que acolheram estes eventos”: Igreja de S. Gonçalo, Igreja de S. Domingos, Igreja de S. Pedro, bem como, a “sonoridade proporcionada por cada órgão histórico”, refere um comunicado do CCA.

Foto: CCA

A programação, distribuída em quatro concertos, e centrada no repertório ibérico, apresentou o órgão de tubos como elemento central, oferecendo espetáculos inteiramente dedicados ao repertório solista para o instrumento. Foi ainda apresentado um concerto para órgão e solista, em especial um concerto para órgão e flauta barroca.

“Podemos dizer que chegámos ao fim desta I edição já a pensar na próxima, dado o sucesso desde festival. Fomos desafiados pelo Sr. Padre José Manuel Ferreira e em boa hora o aceitámos. Ficámos surpreendidos por haver tanto público, local mas também internacional”, sublinha Francisco Laranjeira, presidente do CCA.

Foto: CCA

O festival, que contou com a presença do delegado regional de Educação da Região Norte, Luís Lobo, foi lançado com o objetivo de “promover a interação cultural entre a música antiga e a população do concelho de Amarante, assumindo um papel crucial no desenvolvimento cultural da região, fomentando, assim, o reencontro entre a comunidade, o intérprete e a investigação”.

Em simultâneo com o festival, foi criado o Curso de Órgão no Conservatório de Música do CCA que conta com seis alunos.

Foto: CCA

“Sensibilizar a comunidade para a importância da manutenção e restauro dos órgãos de tubos, enquanto património cultural da região, bem como alertar para a sua correta utilização, era um outro desiderato a atingir e consideramos que foi alcançado”, termina.

O I Festival Internacional de Música Antiga de Amarante – À Volta do Órgão contemplou ainda um workshop de introdução ao órgão de tubos, tendo por objetivo “sensibilizar os instrumentistas de teclas e os alunos mais jovens do Conservatório de Música do CCA para as especificidades associadas à prática musical no órgão de tubos”.

Foto: CCA

O festival contou com o apoio do município de Amarante, da Paróquia de São Gonçalo, da Diocese do Porto e da Antena 2, tendo ainda como parceiros o Grupo JAP, a Fundação Manuel António da Mota, a Cercimarante, o Centro de Estudos Amarantinos e a Maranus Fotografia. A direção artística esteve a cargo de Alexandre Andrade e Paulo Bernardino.

Foto: CCA