A Águas do Norte anunciou recentemente que vai realizar investimentos em redes de saneamento em “baixa”, no valor de 13 milhões de euros. Entre os concelhos abrangidos estão Amarante, Baião, Celorico de Basto e Cinfães.

O investimento vai ser feito após a empresa ter submetido uma candidatura para a obtenção de financiamento de fundos comunitários, no âmbito do aviso convite para apresentação de Candidaturas n.o 05/REACT-EU/2021 – Apoio à Transição Climática “Investimentos em Infraestruturas de Saneamento de Águas Residuais em Baixa”.

O objetivo é o fecho dos sistemas de drenagem de águas residuais em “baixa”, “permitindo, assim, a otimização da utilização da capacidade instalada e garantindo o acesso efetivo ao serviço de recolha e tratamento de águas residuais, por parte da população residente nos oito municípios que constituem o Sistema de Águas da Região do Noroeste – Amarante, Arouca, Baião, Celorico de Basto, Cinfães, Fafe, Santo Tirso e Trofa, correspondendo a uma extensão do serviço a 3.246 novos alojamentos (6.581 habitantes residentes), associada à construção de 94 km de redes de saneamento de águas residuais, 1 ETAR e 21 Estações Elevatórias, que corresponde um investimento total de 13,8 milhões de euros”

Em comunicado, a Águas do Norte explica que estes sistemas de drenagem de águas residuais em “baixa” têm a ver com o facto de serem prestados aos utilizadores finais, os munícipes.

A candidatura foi aprovada em janeiro, com uma despesa elegível e um financiamento não reembolsável FEDER de 13 milhões de euros, calculado com base na aplicação da taxa de financiamento de 100%, tendo em consideração a dotação orçamental atribuída à Águas do Norte. A despesa resultante da redução do investimento elegível decorrerá a expensas dos oito municípios que constituem o Sistema de Águas da Região do Noroeste.