110 atletas, dos quatro aos 24 anos. São estes os números da Academia de Patinagem do Marco (APM) nesta época. O aumento de atletas era um objetivo da direção que foi atingido.

Quem o diz é Isabel Monteiro, presidente da academia, que refere que “o espetáculo é um dos grandes fatores para o aumento dos atletas. Outro é o facto de termos sido campeões nacionais de show, no Grupo Júnior. Mas não podemos deixar de salientar o árduo trabalho dos nossos treinadores, no facto de quererem o aumento de atletas como na qualidade do trabalho que fazem”.

Para a treinadora Joana Soares, o aumento de atletas deve-se a vários fatores, “desde aos bons resultados que a academia tem alcançado ao longo dos anos, ao bom trabalho da direção e toda a equipa técnica que capta e mima os atletas, ao município que nos apoia e nos dá as melhores condições possíveis, pelo reconhecimento de órgãos de comunicação local e, por último, o espetáculo de Natal que nos leva a muitas casas, muitas famílias que nem imaginariam que existíamos. Neste momento, o crescimento da academia e o reconhecimento já está para lá do concelho”.

Com o ano de 2022 a acabar, a presidente refere que os restantes objetivos para este ano “estão mais que alcançados”. A participação no Campeonato da Europa de Show e Precisão, foi “um grande desafio, pela quantidade de atletas, pelos valores que foram necessário angariar, por toda a logística”.

Já Joana Soares destaca o facto das conquistas a nível nacional (primeiro lugar grupo júnior, top 5 pequeno grupo, quarteto sénior e quarteto júnior), “as convocatórias para estágios da seleção nacional e ainda representação internacional do grupo júnior e do atleta Bernardo Pereira, na Taça da Europa. Para além de pódios em Open’s distritais. Só posso estar orgulhosa de todos os atletas e a equipa técnica que me acompanha”. A treinadora assume ter ainda vários objetivos, “desde o crescimento da academia em número, reconhecimento e qualidade, aos objetivos individuais de cada atleta. Isto é, colocar o maior número de atletas em competição, melhorar o ranking de cada um, atingir lugares cimeiros nos campeonatos nacionais, internacionalizar mais atletas e, o mais importante, que todos sejam felizes”.

As meninas continuam a dominar o leque de atletas da APM, sendo que atualmente há seis rapazes a patinar. “Na minha opinião, o que pode cativar e o que tem ajudado é continuar a ter treinadores homens no clube. Mas o mais importante é que eles venham pelo gosto a modalidade”, disse Joana Soares.

A “falta de espaço físico” é uma das principais necessidades do clube. “Como referido, é muito bom o crescimento em número de atletas, mas não queremos baixar na qualidade e a falta de espaço leva-nos a recusar atletas que nos chegam todos os dias para ingressar na modalidade. Ainda não se dá o devido valor à patinagem. A patinagem não é só desporto, é foco, é persistência, é resiliência, é valores que devem ser imitados e reproduzidos. É importante manter ativo este desporto, como todos os outros.  Os miúdos mais do que nunca têm uma elevada carga horária, e no desporto eles descarregam, criam laços, divertem-se e acima de tudo evoluem enquanto seres humanos e como atletas com regras”, frisou Isabel Pinheiro.

Conheça as atletas da Academia de Patinagem do Marco

Iniciação 1

Iniciação 2
Pré-competição 1
Pré-Competição 2
Competição