A Academia de Música de Castelo de Paiva promove, até quarta-feira, dia 13 de abril, a 12.ª edição da Academia Ibero-Americana do Clarinete, com a realização de várias atividades, contemplando vários concertos no Auditório Municipal e envolvendo professores e alunos vindos do estrangeiro.

Esta iniciativa de projeção internacional é aberta a todos os clarinetistas que “desejem melhorar as suas capacidades musicais num ambiente privilegiado”, refere um comunicado da autarquia. A Academia Ibero-Americana do Clarinete contempla um Repertório de Orquestra, Mecanismo e Técnicas de Aquecimento, Recital, Concerto, Técnicas Contemporâneas, Música de Câmara e Ensemble de Clarinetes, sendo que 10 alunos de várias origens estão a participar no 2.º Concurso Ibero-Americano do Clarinete.

Este ano, o evento vai contar com a participação de 70 alunos do espaço ibero-americano e ainda com a presença dos professores António Saiote, Victor Pereira, Fábio Meneses e Luís Carvalho, de Portugal, Alejandro Moreno, do México, David Madina, da Venezuela, Dominique Vidal e Florent Héau, de França, e Mariano Rey, Argentina.

A organização do evento é da Academia de Musica de Castelo de Paiva e conta com o apoio da Câmara Municipal de Castelo de Paiva e os patrocínios do Ministério da Educação e DGEst – Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares, para além de diversas entidades e empresas.

O presidente da autarquia, José Rocha, por inerência presidente da AMCP, destaca “o interesse e a grande importância deste evento artístico que a academia paivense vem promovendo com entusiasmo e realizando com rotundo êxito desde 2010, evidenciando que o ensino da música assume um papel fundamental na dinâmica escolar que o concelho apresenta, realçando, depois, as políticas de apoio que estão definidas na sua gestão e o compromisso assumido para a valorização constante da Academia de Musica, como instituição de ensino de conceituado e reconhecido mérito nacional”.

“É importante potenciar a motivação no ensino da música, já que isso pode ser a chave da qualidade e do sucesso dos alunos que todos os anos concluem os seus estudos nesta academia e prosseguem a carreira artística em prestigiadas filarmónicas e orquestras do país e até do estrangeiro, muitos deles seguindo também cursos superiores e a via do ensino”, pode ler-se.

Confira o programa: