O projeto “No Poupar Está o Ganho”, da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda, tem abertas as pré-inscrições para a 13.ª edição. O objetivo da iniciativa é educar os estudantes para a literacia financeira.

As pré-inscrições para o próximo ano letivo estão disponíveis online para professores do Pré-Escolar ao Secundário. Os professores de qualquer disciplina, ciclo de ensino ou escola podem manifestar o interesse em participar no projeto, ficando a inscrição definitiva sujeita a confirmação posterior.

A iniciativa já chegou a mais de 53 mil alunos, em 12 anos, e tem como propósito, “desde a idade escolar, formar futuros consumidores mais conscientes” e informar sobre “planeamento e gestão do orçamento, sistemas e produtos financeiros, poupança, crédito, seguros, direitos e deveres do consumidor e economia circular”, segundo comunicado da organização.

A ideia é integrar os conteúdos no decorrer das aulas de outras disciplinas, tais como, Cidadania, Matemática ou Português. Os professores “têm acesso a ações de formação e planos de aula, bem como a conteúdos didáticos e multimédia integrados numa plataforma digital”, acrescenta nota de imprensa.

“Existe um impacto real na mudança de comportamentos dos alunos. Nomeadamente, uma maior consciencialização para a importância do dinheiro e da poupança, uma maior empatia perante as despesas familiares e uma maior compreensão dos preços ou dos meios de pagamento utilizados pelos pais. Para além disso, notamos também um impacto real nos conhecimentos”, afirma Maria Amélia Cupertino de Miranda, presidente da fundação.

O projeto “No Poupar Está o Ganho” surgiu em 2009 e atingiu mais de 53.600 alunos e mais de 2.600 turmas de 50 municípios em 12 anos.

Texto redigido com o apoio de Daniela Lenchyna.